domingo, 17 de abril de 2011

More a day

“Mesmo depois de conhecer vários e novos sorrisos, o dele ainda é o meu preferido.”
- Tati Bernardi.

   Não importa com quem eu esteja ou se já faz anos que não nos vemos, meu coração acelera, meu corpo gela, como se tudo que eu sentisse nunca tivesse morrido, como se tivesse saído da inércia.
    Não importa como eu te veja ou como eu deteste a forma que tudo está enrte a gente, é como se cada lembrança surgisse como um feitiço, o foda pior é que ainda sinto.
   Tento distrair minha cabeça, curtir a vida, cada momento, procurando em alguns braços encontrar o seu. Não sei por que depois de tanto tempo ainda sento como se meu mundo paralizasse quando eu te vejo.
   O que há de errado entre nós? "Tudo" - Eu respondo! Fazer o quê? Não se manda no que se sente. O jeito é seguir em frente e não chorar mais por todos os erros.
   Ainda sinto sua falta, mesmo nunca sendo meu.


2 comentários:

  1. Acho que todo mundo um dia passa por isso. Um amor. Uma pessoa. Ele. Sempre ele.

    ResponderExcluir